Em retribuição à natureza

 

Em retribuição à natureza  Saiba como o primeiro bairro da América Latina recebeu o mais importante selo LEED ND do mundo. Saiba mais

 

Você sabe o que representam 50 mil toneladas de CO2e? Essa é, por exemplo, a quantidade do gás lançada no meio ambiente com o consumo residencial de eletricidade na cidade de Niterói por um ano. Ou o volume despejado por todos os veículos do município do Rio de Janeiro em nove dias. Para anular o impacto de tanto CO2e, seria necessário plantar uma área de floresta equivalente a 146 campos de futebol.Pois foi esse o total de Dióxido de carbono equivalente que Ilha Pura deixou de lançar na atmosfera graças ao seu plano de redução de gases de efeito estufa (GEE).

A primeira medida adotada na construção do primeiro bairro da América Latina a receber um dos mais importantes certificados de sustentabilidade do mundo, o LEED ND (Bairros), foi a instalação de duas unidades de produção de concreto para atender à demanda da obra. Assim,foi possível reduzir o impacto de circulação de caminhões e, consequentemente, as emissões deCO2e. Entre 2012 e 2014, a usina produziu no total 340 mil m³ de concreto.

Além disso, Ilha Pura tem como meta desviar 80% de resíduo gerado de aterro sanitário, dando o tratamento adequado.Grande parte dos resíduos gerados durante a construção são reutilizados dentro do próprio canteiro de obras. Na fase de fundações e estrutura de concreto, quase 100% dos resíduos foram britados e aplicados no projeto. Os resíduos recicláveis são enviados para cooperativas de reciclagem. E todos os resíduos orgânicos do canteiro são transformados, por meio da técnica da com postagem, em adubo, que pode ser usado no paisagismo do parque do empreendimento. Ilha Pura tem também uma caçamba-prensa que reduz em 75% o volume transportado de resíduos não recicláveis, diminuindo, novamente, o tráfego de caminhões e a emissão de gases de efeito estufa.

Seguindo os princípios da compensação ambiental, outra medida sustentável adotada por Ilha Pura foi a criação de um viveiro de mudas. A estratégia é uma forma de minimizar o impacto de transporte das plantas. O projeto do parque, elaborado pelo escritório Burle Marx, prioriza o uso de espécies nativas. São 163 espécies e o viveiro abriga mais de 35 mil mudas.

Outra estratégia do plano de redução das emissões de CO2e é a seleção de fornecedores com menos impacto ambiental:Ilha Pura estuda toda a pegada de carbono dos seus principais fornecedores de materiais. Inclusive, foi a partir do estudo do fornecedor de madeira, por exemplo,que identificamos que quase toda a madeira comprada por Ilha Pura, viria do Estado do Pará. Assim, Ilha Pura estruturou um programa para controlar os riscos da compra da madeira chamada “falsa-legal”.

– O Pará é um dos estados com maior índice de desmatamento e madeira “falsa legal“ do Brasil. Diante desse cenário, optamos por exigir também a certificação FSC ou CERFLOR, que garantem o manejo sustentável das florestas de origem da madeira. Ao partir para a contratação de fornecedores, nos deparamos com a dificuldade de encontrar empresas certificadas e para suprir essa necessidade,Ilha Pura realizou um projeto de capacitação e certificação dos fornecedores junto a Control Union Certification e o Sebrae/RJ, deixando o custo da certificação mais atrativo para que houvesse maior adesão dos fornecedores. Com o projeto influenciamos o mercado local a se desenvolver e atualmente temos inúmeras empresas certificadas disponíveis – explica Juliana Coelho, responsável pelo programa de Sustentabilidade de Ilha Pura.

Quando o bairro estiver totalmente pronto, a preocupação com os recursos naturais permanece. Ilha Pura contará com uma estação de reuso de águas cinzas (não industrial, a partir de processos domésticos como lavar as mãos e tomar banho) para tratar e reutilizar a água nos chuveiros e lavatórios nas bacias sanitárias, na irrigação do parque e na reposição da água dos lagos.

A redução no consumo de energia elétrica se dará por meio de ações que vão desde alterações de projetos para otimizações até a substituição de lâmpadas convencionais por lâmpadas eficientes nas áreas comuns, sensores de presença, até instalação de usina de painéis fotovoltaicos no Ed. Comercial e elevadores com sistema regenerativo, entre outros.

E a sustentabilidade não fica restrita aos edifícios. Localizado em uma área com mais de 72 mil metros quadrados, o parque Ilha Pura está sendo desenvolvido com o objetivo de integrar o novo bairro ao seu entorno. Um espaço único de integração é formado com paisagismo assinado pelo escritório Burle Marx, mais de 40 atrações e uma área disponível para implantação de uma feira de produtos orgânicos para os futuros moradores. Esses foram alguns dos mais de 100 itens de sustentabilidade encontrados em Ilha Pura. Pode ficar orgulhoso! O lugar onde você vai morar é sustentável de verdade!