De malas prontas ao novo destino

Mais do que apenas falar, Ilha Pura & Você também quer ouvir. Para isso, criamos um espaço especial em nossa revista eletrônica, onde, a cada edição, conheceremos histórias de gente que decidiu fazer do bairro seu endereço. Começamos com os Loureiro, já em plena contagem regressiva para deixar a casa na Zona Oeste rumo ao edifício Gaudí, no condomínio Viure.

CON_02_Predios Noturna_REV_03c_00 Fachada do Ed. Picasso – Condomínio Viure

Animada com a novidade, a professora aposentada Marly Loureiro conta que Ilha Pura permitirá uma nova reunião da família:

“Além de nós dois, nosso filho Rodrigo decidiu mudar-se para o bairro. Melhor ainda: ele vai morar na cobertura do nosso edifício. Será ótimo ter as crianças – Eduardo e Giulia – por perto.

2q 03 Foto do apartamento decorado 2 quartos do condomínio Viure

A filha Renata, que presenteou o casal com dois outros netos – Miguel e Olivia – e participou do Bailinho de Carnaval infantil realizado em fevereiro no Espaço Ilha Pura, está encantada com a nova residência dos pais e toda infraestrutura que o projeto oferece.

Bailinho Infantil no Espaço Ilha Pura

1622886_654775331315360_3186836377435532268_n

Com o casamento e a saída dos filhos de casa, o local ficara grande demais para Marly e seu marido, Hércules, militar aposentado que trabalhava como piloto da Marinha. Depois de muitas idas e vindas, por conta do trabalho na Marinha e, em seguida, na iniciativa privada, o casal fixara base no bairro da Zona Oeste.

“Foram 20 ótimos anos em nossa casa, onde os filhos cresceram e saíram para formar suas famílias. A casa nova representará uma renovação em nossas vidas”, diz Marly, às vésperas de completar 40 anos de casada.

Ela admite que criar os filhos com a presença limitada do marido – que ficava embarcado 15 dias por mês – não foi fácil: “Parece que os problemas só aconteciam quando ele estava fora. Depois, fui me acostumando”. Hoje em dia, a rotina do casal inclui festas, bailes, a habitual cervejinha com os amigos, assim como no início do namoro.

Romântica, conta que o dia em que se conheceram permanece na memória, como se o tempo não tivesse passado. “Estávamos em um acampamento na Praia do Saco, em Mangaratiba e uma amiga veio me falar que queria me apresentar a um rapaz da Escola Naval. Ela disse: “Ele tem olhos azuis, cabelo de fogo. É pra você!”, relembra.

Juntamente com a aposentadoria dos manches das aeronaves, Hércules deu uma parada em duas outras paixões, motocicletas e escaladas, para sossego da esposa.“Ser casada com um piloto não é fácil”, brinca. Da primeira visita a Ilha Pura à assinatura do contrato de compra do apartamento, tudo aconteceu muito rápido: “Não achei que ele toparia a mudança tão facilmente. Já foi logo providenciando a papelada e planejando nossa mudança”, conta.

A pegada sustentável do bairro, acrescenta, foi um fator a mais na hora da escolha.

“Aqui, criamos hábitos simples de fazer coleta seletiva do lixo e reaproveitar a água da máquina de lavar em outras utilidades da casa.”

Até nosso neto, o Dudu, já entendeu que a preservação dos recursos naturais é o melhor caminho para nós e para o mundo: aos seis anos, não pode ver uma torneira pingando. Vai logo fechando”, diz Marly.

CON_10_Play_REV_03_00a Play infantil – Condomínio Viure

Nestes tempos modernos, a atitude do neto reforça que exemplo familiar é fundamental e se faz necessário a conscientização para essa nova forma de viver!